Páginas

TURFE

TURFE

TURFE

TURFE

terça-feira, 25 de março de 2014

NOVA PISTA DE AREIA NO HIPÓDROMO DO CRISTAL


Foram 10 meses de trabalho, 8 mil e 200 metros cúbicos de areia e um grande empenho de um corpo técnico, para desenvolver a nova pista de areia do Hipódromo do Cristal, que alia conhecimentos multidisciplinares para oferecer uma verdadeiro salto de qualidade para o turfe e para o bem estar animal, uma vez que oferece não só possibilidades de melhorar a performance dos animais através do monitoramento rígido e domínio das condições da areia, mas também segurança para jóqueis e cavalos.

Construída pela empresa uruguaia Yaguari,  a mesma que desenvolveu a pista do Hipódromo de Maroñas, em Montevideu, a nova pista do Hipódromo do Cristal possui um moderno sistema de drenagem – que elimina os perigosos valos ao redor da pista -  e uma variação de 1° na inclinação do nível da pista nas curvas em relação as retas, o que propicia igual aderência das quatro patas dos cavalos ao solo, preservando as articulações dos animais e potencializando seu desempenho.

Outro diferencial da nova pista são as cercas, em PVC com tratamento anti UVA e UVB, que confere, ao mesmo tempo, resistência e flexibilidade, e que, em caso de acidente na pista, desprendem-se com facilidade, resguardando cavalos e jóqueis de lesões mais graves.

A nova pista, tem 1564 metros de volta fechada e uma largura 20 metros, e oferecerá distâncias para velocistas – 1000, 1100 e 1200 metros;  milheiros – 1600, 1800 e 1900 metros; e fundistas – com as distâncias de 2000 e 2400 metros . Contudo, ela é uma pista transitória, pois assim que estiver concluída a construção de uma nova pista externa de areia – obra que deve se estender por quatro meses - ela servirá como base para a nova pista de grama do Hipódromo do Cristal. Desta forma, os tempos da nova pista não serão computados como record oficial do JCRGS.

Devido a composição da pista – uma combinação de diferentes tipos de areia que com o trabalho dos cavalos se acomodam para formar  uma base estrutural estável para a pista - será possível ter um maior domínio sobre as condições da raia, podendo deixar a areia mais leve ou mais pesada, de acordo com a necessidade. Para fazer parte deste acompanhamento das condições da pista, foi desenvolvido um equipamento denominado penetrômetro, que reproduz a pisada de um cavalo, através do qual é possível acompanhar as condições da areia e estabelecer um histórico de dados da pista, fazendo com que, cada vez mais, seja possível comparar desempenhos e aprimorar trabalhos. Assim, diariamente, são realizadas 4 verificações  em 4 pontos distintos da pista - 200, 600, 1000 e 1400 metros – totalizando 16 medições. Todos estes dados vão para a planilha de manutenção da pista, que reúne também informações como o número de litros de água colocados na pista caso necessário, e o número de vezes que cada equipamento de manutenção - float, rastra e rolo - foi utilizado, para que se possa, cada vez mais, ter domínio sobre a qualidade da pista.

Os trabalhos na nova pista interna de areia do Hipódromo do Cristal iniciaram no dia 8 de março e a partir desta quinta-feira, 27 de março, ela receberá todos os páreos disputados no JCRGS. A estréia será em grande estilo, com a realização do Clássico Armando Hofmeister – a primeira prova da Tríplice Coroa Juvenil – versão potrancas e do Clássico Paulo Rosa Waihrich – primeira prova da Tríplice Coroa Juvenil – versão potros; ambos em 1200 metros. A diretoria de José Vecchio Filho realizará a “inauguração simbólica”, com cerimonial antes do cânter do primeiro páreo da reunião.
fonte: JCRGS



Nenhum comentário:

Postar um comentário